18/01/2019

A cor de 2019 da Suvinil é um amarelo terroso

A cor do ano 2019 da Suvinil é um amarelo terroso (Foto: Divulgação)

Quentão, a cor de 2019 da Suvinil, parte da tendência cromática Natural (Foto: Divulgação)

 

Todos os anos, a Suvinil apresenta seu estudo de tendências e revela sua aposta em cores para o ano seguinte. Desta vez, o escolhido foi o Quentão, um amarelo terroso que remete ao natural, traz luminosidade e parece aquecer tanto o décor quanto o coração. Segundo a diretora de marketing da marca, Juliana Hosken, a cor é nostálgica e moderna, saudosa e alegre, e traz à tona as lembranças e afetos de infância, aromas esquecidos, e um aconchego muito familiar, capaz de transformar qualquer casa em lar.

 

A cor do ano 2019 da Suvinil é um amarelo terroso (Foto: Divulgação)

Ambiente da tendência cromática Magnético (Foto: Divulgação)

 

Pensando em democratizar o uso da cor, uma escolha muito particular e que depende da história de cada um, a Suvinil propõe diferentes caminhos para que cada pessoa possa, a partir da paleta de tendências, se identificar com o que mais se encaixa em sua própria vida. “Para 2019, trouxemos exemplos de histórias e personagens reais para cada paleta. Convidamos as pessoas para abrir suas casas e contar como as cores fazem parte e influenciam suas vidas”, comenta Juliana.

 

A cor do ano 2019 da Suvinil é um amarelo terroso (Foto: Divulgação)

Ambiente da tendência cromática Ideológico (Foto: Divulgação)

 

Dentro das pesquisas nasceram três tendências cromáticas: o ideológico (autoconfiança e personalidade em cores vibrantes), representado pelo arquiteto Rafael Miliari, que acredita que o azul profundo é capaz de estimular o que há de melhor dentro dele; o magnético (força e energia intuitiva), presente no apartamento da arquiteta Julliana Camargo, que gosta do poder energético que vem das cores; e natural (reconexão com a natureza), uma aposta da artista plástica Regina Datti, que criou um espaço junto ao designer Paulo Alves para viver cercada de verde e outros tons que remetem à infância, mesmo em meio à cidade grande.

 

Fonte: Casa Vogue Globo.

 

 

Compartilhe